segunda-feira, 5 de julho de 2010

Uma nova era...


Hoje eu descobri que meu coração ainda bate. Há muito tempo eu colocava minha mão sobre o peito e sentia um vazio silencioso e parado.

O senti novamente bombeando velozmente aqui dentro. Aprendi que o que o faz acelerar é uma prazerosa adrenalina que corre em minhas veias. Um sensação viciante e deliciosa.

Loucura minha dizer que meu coração parou de bater, se outrora batia descompassado como o de um cavalo corredor. Mas essa é minha verdade, eu me sentia um vampiro cada vez que colocava as mãos sobre o peito e apenas sentia a pele inalterada, sem movimento.

Não sei como nem porque aconteceu, mas me viciei na sensação de ter a adrenalina correndo minhas veias como fogo de rastro. Meu coração bombeou novamente como os pistões de um carro de corrida e eu senti uma prazerosa sensação de ser o melhor e mais potente do momento.

Me disseram uma vez que meu coração batia por dois, no momento eu senti isso, mas foi no momento. Com o tempo ele se cansou de bater, ficou fraco e frio. Acho até que endureceu lá dentro numa pedra de gelo, como se dissesse "Eu tenho que descansar!".

Queira Deus que eu esteja certo, mas acho que esse gelo derreteu e ele voltou a ativa. Pronto para aventuras mais radicais, esperando que eu me lance ao mundo sem medo e pronto para enfrentar o que está por vir.

Avante!

Eu sou o Luigi, não um novo, não o velho, um diferente. Pronto a mostrar ao mundo o que eu tenho de melhor sem querer de volta do mundo o melhor que ele tem a me dar. Eu quero, eu vou buscar e pouco me importa se isso te incomoda. Se quer vir comigo, eu lhe estendo a mão, se não quer, eu lhe dou um adeus.

Um comentário:

  1. Sensação de ultimato a você mesmo.
    ^^
    Yeruska

    ResponderExcluir