segunda-feira, 24 de maio de 2010

Anjo triste


Existe um anjo que chora.

Ele chora feito os anjos dos vitrais.

Ele é o único anjo que chora. Ele chora solitariamente e copiosamente. Seu olhar é vazio. Sem vida. Triste.

Esse anjo sempre chorou, por dentro e por fora. Esse anjo não tinha nome, nem identidade, nem cor. Passavam por ele, notavam sua tristeza e lastimavam sua beleza tão divina em profunda solidão.

O anjo não se movia, não falava, não ria. Só chorava...

Suas asas, por não bater, cairam.

Seus olhos viraram vidro que só faziam jorrar lágrimas.

Sua pele, sem movimento, virou pedra.

O anjo fora esquecido. Não olhavam mais para ele, não reconheciam sua dor e nem suas lágrimas.

O anjo nunca parou de chorar. O anjo nunca curou sua angústia infinita.

O anjo fora humano.

O anjo conheceu a dor e a tristeza dos homens. Ele viverá na pele tudo aquilo que o homem viveu. Então chorava. Chorava por os que aqui embaixo também sofriam, chorava pelas perdas, pela falta de felicidade, pela falta de amor.

O anjo fora humano... O anjo ainda era um humano.

O anjo nunca parou de chorar.

4 comentários:

  1. gostei. tem um poko a ver comigo ;D

    ResponderExcluir
  2. Magnífico, realmente muito bom.

    ResponderExcluir
  3. as vezes me sinto como ele!!!

    ResponderExcluir
  4. as vezes me sinto como ele"!!i`m sorry!!I`M SORRY

    ResponderExcluir