quinta-feira, 17 de junho de 2010

Pôr do sol


Eu não sei explicar, mas eu vi uma parte do meu dia como num filme.

O sol alaranjado do fim de tarde incindia sobre meu rosto. Eu me sentia bem, me sentia a vontade, belo e simpático.

Ela também estava linda. Tudo se passava como num filme ou num clipe. Eu via através dos cabelos dela o sol que ia se pondo. Os skatistas davam piruetas mal sucedidas nas rampas da praça.

Sim, parecia um daqueles filmes românticos de dois adolescentes num fim de tarde numa praça. Mas havia um porém, não era namoro, era uma despedida de namoro.

Não houve choros, houve risos. Não houve medo, houve coragem. Não houve pessimismo, houve sonhos.

Eu então sorri, sorri como só agora eu me permitia sorrir, livre de uma angústia, de uma tristeza. Me senti feliz por nós, por me sentir aliviado, por meu coração parar de pingar.

Conversamos sobre coisas que até então eram indiscutíveis entre nós.

Hoje eu estou extremamente feliz por ter vivido o que Vivi e ainda mais feliz que ainda te tenho aqui perto de mim.

Eu te amo, te adoro ou como queira chamar esse sentimento forte.

3 comentários:

  1. Ao som de Dido... Thank you?
    hehehehe
    Bom, acho tudo muito lindo.Por mais que eu esteja na fase White Flag com meu namorado ;)
    Guri, teu blog é lindo adorei esse layout.E tu ti expressar tri bem :)

    ResponderExcluir
  2. As despedidas sempre são inesquecíveis, principalmente quando se ama.

    ResponderExcluir
  3. jéssica geni santos rajão21 de junho de 2010 17:21

    Puxa maravilhoso! Fico emocionada diante dessas palavras.È a gente pode dizer adeus, ficar distante, ás vezes, afastar-se milhas e milhas e, ao mesmo tempo, carregá-los em nosso coração, na sua mente,pois você não apenas vive no mundo, mas o mundo vive em você. Por isso a palavra saudade é tão bonita, ela não expressa tristeza, mas um sentimento bom, bonito, suave, é bom ter saudade sinal que o que vivemos valeu a pena. Senti isso. Ficou a saudade, mas uma saudade boa. Gosto do jeito carinhoso com que você escreve colocando poesia.
    valeu,beijos. sua mãe.

    ResponderExcluir